Festival de Quadrilhas do Vale do Araguaia é realizado em Novo Santo Antônio

08/06/2015 07:35

Foto: Reprodução/ internet

Festival de Quadrilhas do Vale do Araguaia é realizado em Novo Santo Antônio
O mês de São João já começou e com ele vieram as comemorações. No último sábado (06), no município de Novo Santo Antônio, o Festival de Quadrilhas do Vale do Araguaia já teve seu primeiro dia de festa. A realização do evento é fruto de um convênio entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) com a Prefeitura de Ribeirão Cascalheira, que manteve o apoio ao evento.


Considerado um dos mais tradicionais da região, o festival é organizado e executado pelo município de Novo Santo Antônio, juntamente com outras cidades da região que participam do projeto. “O Festival de Quadrilhas é fundamental para preservar, divulgar e valorizar a cultura do Estado como um todo. A continuidade do apoio as quadrilhas do Araguaia é muito importante para manter os grupos vivos e fortalecer o movimento quadrilheiro em Mato Grosso”, ressalta Marta Helena da Silva Negrão, presidente da Federação Mato-grossense de Quadrilhas de Mato Grosso e secretária de Educação e Cultura do município de Nova Xavantina. 

Segundo Marta, o objetivo é fazer com que o evento cresça, conquiste autonomia e independência. “Estamos muito esperançosos, bastante animados com esta edição. O Vale do Araguaia tem um grande potencial turístico e é isso o que queremos mostrar para todo o Brasil”. 

Realizadas há cerca de 15 anos, as competições de quadrilhas do Araguaia mantém viva uma tradição local enraizada nas comunidades e movimentam setores importantes para a economia como o turismo e o comércio. A edição deste ano compreende quatro etapas classificatórias e uma final que acontecem, respectivamente, em Novo Santo Antônio (dia 06/06), Ribeirão Cascalheira (12 e 13/06), Canabrava (19 e 20/06), General Carneiro (26 e 27/06) e Porto Alegre do Norte (03 e 04/07). 

Cada etapa seleciona três grupos e, na final, os 12 participantes disputam cinco colocações. Os prêmios para os vencedores são R$ 20 mil (1º lugar), R$ 15 mil (2º lugar), R$ 10 mil (3º lugar), R$ 5 mil (4º lugar) e R$ 2,5 mil (5º lugar). O vencedor representará Mato Grosso no campeonato brasileiro de grupos juninos. 

De Porto Alegre do Norte saiu o grande campeão da competição do ano passado, o grupo Flor do Sertão. Valdenor Lima da Silva, um dos diretores e gritador do grupo, diz que este é um evento importante para a cultura de Mato Grosso. “É uma manifestação folclórica diferente, que preserva as raízes brasileiras e precisa ser disseminada”, observa. “O gosto pela quadrilha vai se espalhando pela região, conquistando novos municípios a cada ano”, completa.

Segundo Valdenor existem mais 700 quadrilheiros apenas na região do Araguaia. O Flor do Sertão tem 11 anos de existência e é um dos mais antigos do Estado. Porto Alegre do Norte é também um dos municípios com tradição em quadrilha.

Os grupos participantes são originários de diversos municípios como Nova Xavantina, Araguaiana, General Carneiro, Pontal do Araguaia, Barra do Garças, Porto Alegre do Norte, Canabrava do Norte, Araguainha, Campinápolis, Santa Cruz do Xingu, São Felix do Araguaia, Cocalinho, Ribeirão Cascalheira, Luciara, Alto Boa Vista, Querência, Água Boa e Rondonópolis, entre outros.
Da Redação - Naiara Leonor